Banco de Capacitores
Correção do Fator de Potência

 

O que é Energia Reativa e como é expressa?
Energia reativa é aquela que não produz trabalho, porém é indispensável para produzir o fluxo magnético necessário ao funcionamento dos motores, transformadores etc. Entretanto, a energia reativa “ocupa espaço” no sistema que poderia ser usado por mais energia ativa. Ela é expressa em kVArh e a ativa em kW/h.
Quando ocorre a cobrança da energia reativa?
Para que não haja cobrança de energia reativa excedente, em média 42% de consumo reativo em relação ao consumo ativo podem ser consumidos. Acima de 42%, o reativo excedente já é passível de cobrança.
O que é Fator de Potência?
É a relação entre a energia ativa e a energia total. Por meio dela, é possível ver se a unidade consumidora consome energia elétrica adequadamente ou não, pois relaciona o uso eficiente da energia ativa e reativa de uma instalação elétrica.
Quais as principais causas do Baixo Fator de Potência?
Grandes transformadores alimentando pequenas cargas por muito tempo; motores superdimensionados para as respectivas cargas; motores trabalhando em vazio durante grande parte do tempo; lâmpadas de descargas (de vapor de mercúrio, fluorescentes etc.), sem correção individual do fator de potência; grande quantidade de motores de pequena potência.
Quais efeitos são ocasionados pelo Baixo Fator de Potência?
Perdas de energia; redução do aproveitamento da capacidade de transformadores; condutores aquecidos; aumento na conta de energia pela cobrança do custo da energia reativa excedente; variações de tensão, que podem provocar a queima de equipamentos elétricos.
Como corrigir o Fator de Potência?
Dimensionar corretamente motores e equipamentos; operar e utilizar convenientemente os equipamentos; procurar serviço de técnicos habilitados e instalar capacitores onde for necessário.
Quais os benefícios da correção do Fator de Potência?
Redução das perdas de energia; diminuição de aquecimento nos condutores; diminuição nas variações de tensão; melhor aproveitamento da capacidade de transformadores; utilização racional da energia consumida; aumento da vida útil dos equipamentos; desaparecimento do consumo de energia reativa excedente, que é cobrado na fatura.
O que são Bancos de Capacitores?
São equipamentos que possuem a capacidade de armazenar a energia reativa e fornecer aos equipamentos essa energia necessária ao seu funcionamento. Há três tipos de banco de capacitores: os automáticos, os fixos e os programáveis; sendo que cada um tem uma determinada recomendação que apenas uma empresa técnica pode informar.
Energia Reativa
Aquela energia que não produz trabalho, porém é indispensável para produzir o fluxo magnético necessário ao funcionamento dos motores, transformadores etc. Entretanto, a energia reativa “ocupa espaço” no sistema que poderia ser usado por mais energia ativa. Ela é expressa em kVArh e a ativa em kW/h.
Cobrança da Energia Reativa
Para que não haja cobrança de energia reativa excedente, em média 42% de consumo reativo em relação ao consumo ativo podem ser consumidos. Acima de 42%, o reativo excedente já é passível de cobrança.
Fator de Potência
É a relação entre a energia ativa e a energia total. Por meio dela, é possível ver se a unidade consumidora consome energia elétrica adequadamente ou não, pois relaciona o uso eficiente da energia ativa e reativa de uma instalação elétrica.
Principais causas do Baixo Fator de Potência
Grandes transformadores alimentando pequenas cargas por muito tempo; motores superdimensionados para as respectivas cargas; motores trabalhando em vazio durante grande parte do tempo; lâmpadas de descargas (de vapor de mercúrio, fluorescentes etc.), sem correção individual do fator de potência; grande quantidade de motores de pequena potência.
Efeitos ocasionados pelo Baixo Fator de Potência
Perdas de energia; redução do aproveitamento da capacidade de transformadores; condutores aquecidos; aumento na conta de energia pela cobrança do custo da energia reativa excedente; variações de tensão, que podem provocar a queima de equipamentos elétricos.
Como corrigir o Fator de Potência
Dimensionar corretamente motores e equipamentos; operar e utilizar convenientemente os equipamentos; procurar serviço de técnicos habilitados e instalar capacitores onde for necessário.
Benefícios da correção do Fator de Potência
Redução das perdas de energia; diminuição de aquecimento nos condutores; diminuição nas variações de tensão; melhor aproveitamento da capacidade de transformadores; utilização racional da energia consumida; aumento da vida útil dos equipamentos; desaparecimento do consumo de energia reativa excedente, que é cobrado na fatura.
Bancos de Capacitores
São equipamentos que possuem a capacidade de armazenar a energia reativa e fornecer aos equipamentos essa energia necessária ao seu funcionamento. Há três tipos de banco de capacitores:
Banco de Capacitores Automático – Possui um controlador eletrônico microprocessado, que insere ou retira os capacitores do sistema de acordo com a variação do fator de potência.
Banco de Capacitores Semi-Automático – Controlado por "timer" ou pelo valor da demanda de corrente do sistema. Proporciona um controle menos preciso que o banco automático.
Banco de capacitores Fixo – É o banco que não possui nenhum tipo de controle. Os Capacitores permanecem ligados ao sistema indefinidamente e independente das condições da carga.


Montagem de Bando de Capacitores em Mogi das Cruzes/SP e Região
Entre em Contato!